quinta-feira, maio 31, 2007

Sexo, amor e traição .....

Traição, contar ou não a verdade? ..... deixo aqui o desafio:
Pois quer queiramos quer não quem trai também sofre e também (pelo menos alguns/as) sentem-se mal para com o companheiro/a ou namorado/a. No entanto quando as relações são mais fortes do que imaginamos a situação criada (pelo traidor) torna-se ainda mais insustentável para o próprio.

Nos homens é comum dizer-se ..... ” eu se der uma facadinha no meu namoro não vou contar nada, estás parvo ou quê???”
Bem uma facadinha tem que se lhe diga, digamos q se foi uma escorregadela e não passou disso mesmo será que afinal vale a pena contar à namorada/o?? .....

Mas se de uma facadinha passa por ser mais uma voltinha e depois mais outra e outra??
Nessa altura é que a porca torce o rabo, no ápice quando menos se espera estamos envolvidos até ao pescoço e continuamos ali ao lado da nossa/o namorada/o ou mulher/marido, a viver como se nada fosse!!

Começam aqui normalmente as complicações, quer a nível psicológico, quer a nível de convivência mutua.
Para eles normalmente é fácil pois pensam mais com a cabeça de baixo que com a de cima (isto segundo elas), então a convivência vai-se ultrapassando, a dada altura eles só pensam assim...agora “só resta termos cuidado para não sermos agarrados!!”
E elas?? Bem as mulheres também têm esta frieza, no entanto devido ao seu sentimentalismo estar mais à flor da pela muitas das vezes não aguentam a situação e inconscientemente acabam por se “desligar mentalmente” dos namorados ou maridos, e passam simplesmente a ir vivendo ou convivendo com a sua traição!
Com isto tudo como ficam as recordações dessas “RELAÇÕES EXTRAS??” Essas que não se conseguem apagar?
Como é que se conseguem gerir? Consegue-se esquecer e seguir em frente ou fica sempre um sentimento de culpa?

As coisas materiais que se trocam...são fáceis de destruir, cortar, queimar até! A única vez que traí (já foi há tanto tempo que até já esqueci) lembro-me que a pessoa em causa me ofereceu uma camisola, usei-a uma ou duas vezes pois não me sentia bem ao pé da pessoa com quem mantinha na altura uma relação, cortei-a aos pedacinhos e apaguei-a da minha memória, foi fácil! E o sentimento de culpa?
Esse perseguiu-me por muito tempo. Não é fácil estar perto da pessoa que gostamos e pensar que ela/e não merecia o que fizemos. Duvido que alguém não sinta culpa nos momentos mais melancólicos e naquelas alturas em que o namorado/a ou o marido/mulher estão ali a fazer tudo quanto nós gostamos???
No entanto já passei também pelo outro lado ser traído e nesse tempo recordo-me que foi difícil aceitar a traição e acabei por não desculpar a namorada, talvez porque não gostasse assim tanto dela, ou por machismo talvez??

Mas depois de analisada toda a situação pensei ..... Porra por umas trancadas, ou simples tesão deitei tudo a perder, a minha relação, uma amizade, enfim!!
Os erros por vezes tem um preço demasiado caro para serem cometidos, então há que analisar bem os prós e os contras desses nossos actos irreflectidos.
Hoje passado tanto tempo, e após uma reflexão, com a maturidade que na altura não tinha, cheguei à conclusão que não valia a pena cometer aquela traição ..... infelizmente só depois de experimentarmos alguém pior é que sabemos dar valor a quem temos. No meu caso espero não cometer o mesmo erro duas vezes. A cair é que nós vamos apreendendo, e nada melhor que as quedas da vida.
As desculpas não se pedem evitam-se!
Já alguém se tentou pôr no lugar de quem traiu? Será que sentimos todos o mesmo sentimento de culpa e nojo de nós próprios pelo que fizemos? Ou será que muitos ou muitas ainda se gabam do que fizeram ?
È pessoal... PIMENTA NO CU DOS OUTROS É REFERSCO !!
Vá quero muitas opiniões, muita discussão e as vossas experiências neste caso, Trair vs Nunca Trair ..... Contar vs Não Contar .....

HCL

13 comentários:

madragoa disse...

Essa teoria dos homens!!!!!!!! Puro machismo, que "eles" podem trair e sair ilesos, e "elas" acabam sendo "apedrejadas" pela traição!!!!! TRAIÇÃO NUNCA, nem tem desculpa!!!

Freyja disse...

que interesante este blog, los felicito
que sea una linda semana y estesn muy bien
besitos


besos y sueños

Tutank2 disse...

Una españolita por aqui, mas que bueno, bien venida Freyja, táase bien, mucho mejor ahora

Patrícia disse...

Trair vs Nunca trair

Tudo depende de quem está connosco: tem que haver boa acção sexual, caso contrário palitinhos para cima. Noutros caso só para entreter o tempo, matar curiosidades... O que acho estúpido.


Contar vs não contar

Quem conta queima-se, mas cm a mentira tem perna curta.... Arranjem um bom parceiro tanto na vida como na cama e deixem-se de aventuras!

Deliryusblue disse...

Hello Acido, pelos outros não posso falar.. mas falo por mim. Já traí e já fui traída.
Quando traí senti-me mal comigo própria principalmente porque a pessoa com quem estava não merecia. Contei, a relação acabou e serviu-me de emenda.
Em relação a ser traída, não perdoo. Sou assim.. por isso é o que sempre digo.. "Se me traíres faz bem feito e nunca me contes", pois sei que se desconfiar e souber que me trairam, acabou.
Beijinhos e continuação de bons posts ;)

blue

Tutank2 disse...

CONTAR???? Mái Góde, nunca bráder. Tásse muita ma se se contar, podes criesel.

Anónimo disse...

Não.Não vale a pena contar,a menos que seja para rebentar a corda de vez.Se não for essa a intenção, por mais arrependimento e perdão que possam existir, ficam mazelas irrecuperáveis.Uma jarra depois de partida, por mais bem colada que seja, não volta a suportar água sem verter...

Tutank2 disse...

delyrius, querida, a menina já traiu? Aposto que o tipo não merecia tua consideração e táva a merecer, não?

AcidoCloridrix disse...

Está reaberta a discução neste tema,,,, como vou de férias com a "Maria" ,,,, não vou trair de certezinha absoluta,,, vou ter marcação cerrada,,,,e vocês malta????

PetiteLarousse disse...

Traír vs Nunca Traír

Já aqui disse noutro texto a minha versão.. nunca traí por isso exijo o mesmo! se me traíu.. fê-lo muito bem que nunca me apercebi nem desconfiei.. E mais Sou demasiado honesta e verdadeira e a relação é de cumplicidade total pelo que em momento algum o pensei fazer. E não vivo a tempo inteiro ( vou viver em julho..iupiiiiiiiiiii! ) mas o respeito e a verdade é o nosso segredo de há 10 anos!

Contar vs Não Contar

Contaria.. pela verdade e honestidade.. mas acho que de parte a parte as coisas terminariam ali!

Boas Fériaaaaaaaaaas com a Maria.. e espero que nunca seja preciso estes dilemas!!!Porte-se bem acido e regresse depressa cheio de energia e boas ideias!

AcidoCloridrix disse...

Olha petite,,,, eu NUNCA contaria uma coisa dessas,,,, acho que ao contar se abriria uma ferida que depois seria dificil de sarar,,,,
Claro que o maior problema será o motivo que leva a "pessoa" a trair,,,,e o sentimento de culpa com que se fica???? Nahhhh,,,, a "coisa" cai no esquecimento,,,, se não se contar,,,, já se se contar,,,, fica registrado para sempre,,,,,
jinhossss,,,, tentarei dar aqui um pulinho de vez em quando,,,, mesmo de férias,,,,, tipo uma "facadinha" no matrimónio à sucapa,,,,,
HCL

PetiteLarousse disse...

Pois contar é o derrubar do que se construiu.. por isso só em caso de já se estar à beira do fim..Depende do tipo de traição e depende do tipo de relação que já se tem.. se as coisas funcionarem bem.. não é preciso! Não se contada nada porque não há traição!
Acido.. estas "facadinhas" aqui no blog são saudáveis.. e ninguém conta nada.. o grupo é gente séria..é como se num café ou bar estivessemos todos a discutir estas coisas e no final cada um iria à sua vidinha! Boas férias e não esgotes por aí o calor.. traz algum cá para cima que isto tem estado tramdo para as mini-saias e decotes!

Anónimo disse...

Afinal, o que é exactamente traição?
Acho que depende muito do contexto/momento.
A pessoa que, supostamente, "trai" outrém, não estaria também a "trair-se" a si próprio se não seguisse o que sente?